Provavelmente o blog mais (des)interessante que conheceste ... Sobre tudo, sobre nada, sobre ti, sobre nós, sobre ... TUDO!!

 

Enquanto saiamos à noite e ouviamos música ao vivo, no sitio do costume, quando ele saiu para ir ao WC, aproveitámos para falar eu e a A. de como seria se de repente ou por algum motivo nos separássemos ... Pensar nisso para quê? Mas o que é certo é que quanto mais tempo passa, mais me fazes falta nas horas que passamos separados. Não posso deixar de pensar em todos os bons momentos e maus que já passamos e como isso nos fez crescer.

É bom amar-te, não só porque me fazes sentir muito bem e muito especial, mas porque quando estamos juntos somos muito cumplices (às vezes), mas para quem pensa que tudo é perfeito enganasse não é António?

Apesar de amar muito e ser muito romântica, sou humana e erro muitas vezes e ele que me ature :D

 

"... não ver você, não tem explicação
é caminhar pela escuridão
ficar a fim e não poder falar
querer o sim e não se acostumar
com a solidão, o medo de amar
estranho vazio no seu olhar
eu tento achar em algum lugar
o amor que você deixou pra trás " (Papas na Lingua)

Joana

 

Tem ar de ter sido escrido por ... oAntónioEaJoana às 23:36 |
Sinto-me ... : apaixonadissima :D
Ouvindo ... : Vem prá cá
Assim é que é...felizes e contentes é o que se quer! =)
António a 17 de Fevereiro de 2010 às 10:05